Bélgica – Tour Cervejeiro Parte 2

Como prometido aqui, esse post ficou reservado para detalhar sobre as visitas nas cervejarias e mosteiros que fiz durante a minha viagem para Holanda e Bélgica.

Heineken

DCIM273GOPRO
Heineken Experience – Amsterdam – Holanda

No nosso primeiro dia de Amsterdam decidimos começar com a visita da Heineken Experience, uma das atrações mais recomendadas para se fazer na cidade. A visita da Heineken se dá em uma antiga fábrica da cervejaria que foi transformada em um local específico para um tour interativo pela história da Heineken. Você pode comprar o ingresso que custa €16 tanto na internet como na bilheteria. Eu preferi garantir um horário e comprar na internet para evitar filas, mais meus pais decidiram comprar na hora e não tiveram nenhum problema.

Na porta você recebe uma pulseira verde que te dá direito a uma degustação no meio do tour e duas degustações no final, e a partir daí você já começa a entrar na história da cervejaria.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O primeiro espaço conta um pouco do início da cervejaria, os prêmios que ganhou e um pouco de como era a fábrica quando funcionava nesse edifício, depois você segue por uma escada que te leva para a história da cervejaria, desde sua inauguração até os dias atuais, com todas as transformações que ocorreram ao longo dos anos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O tour continua em uma sala onde um guia explica sobre os ingredientes e processo de produção do líquido sagrado e depois segue para uma sala onde era a antiga fábrica com os maturadores, fermentadores e todo o processo de produção.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em seguida você entra na sala da primeira degustação do dia, que é em uma sala que parece um bar e uma guia explica qual o jeito correto de servir e de tomar a Heineken para conseguir sentir todos os aromas e sabores por completo. Enquanto você degusta sua Heineken, você segue para uma sala aonde você pode sentar e assistir algumas das propagandas mais famosas da empresa. Quando terminar é só devolver o copo e seguir para a sala aonde você pode personalizar a sua garrafa, é tudo automatizado, você mesmo escolhe a personalização e paga para retirar no final do tour.

Heineken Experience (5).jpeg
Área interativa – Heineken Experience – Amsterdam – Holanda

Depois você segue para a área mais interativa de todo o tour, que conta com lugares para tirar foto, um jogo para ver se você consegue servir a Heineken perfeita e um lugar onde você grava um vídeo andando de bicicleta e cantando uma música. É uma parte bem divertida aonde você acaba perdendo a noção do tempo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ao terminar é só seguir de elevador para o último andar para as duas degustações finais. Nesse andar você tem uma área para descanso junto com o bar, assim como uma parte onde estavam vendendo comida e todo o terraço que te dá uma vista linda de Amsterdam. Quando estiver pronto para ir embora, você desce de novo ao térreo para passar pela loja de todos os produtos Heineken e para buscar a sua garrafa personalizada, caso tenha comprado uma. Na saída ganhamos um chaveiro na forma da garrafa especial da Heineken que foi feita para servir de tijolo para construção de casas.

De todos os tours que fiz em cervejarias, esse com certeza foi o mais diferente e o mais legal para quando você gosta de cerveja, mais não conhece muito sobre o assunto. É um tour demorado mais leve e divertido por causa de toda a interação que o espaço oferece. Com certeza vale a visita.

Localização: Stadhouderskade 78 – Amsterdam.

Visita: De segunda a quinta das 10:00 as 19:30 e de sexta a domingo das 10:30 as 21:00. De Julho e Agosto todos os dias das 10:30 as 21:00.

Site Oficial: http://www.heineken.com/Heineken-Experience

La Trape Trappist- Onze Lieve Vrouw of Koningshoeven Abbey

La Trape (2)-01.jpeg
La Trape – Holanda

No nosso terceiro dia saímos cedo de Amsterdam, seguimos para conhecer rápido Roterdam e após a hora do almoço seguimos para a nossa primeira parada em um Mosteiro Trapista, o La Trape, que fica em Tilburg – Holanda, há 82km de Roterdam. Caso tenha interesse em fazer um tour é preciso agendar com antecedência pelo site do Mosteiro, mais decidimos não fazer e fomos apenas conhecer o local. Ao chegar é possível ver os edifícios apenas por fora e em uma entrada pelo estacionamento você segue para a loja e para o restaurante Proeflokaal.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No restaurante você tem a opção de beber qualquer uma das cervejas produzidas por eles, assim como os queijos e pães. Eles servem também almoço e jantar no local caso tenham interesse e na loja é possível encontrar diversos produtos produzidos pelos monges, as cervejas (é claro), os copos, queijos, pães, chocolates, sabonetes e artigos religiosos.

Um pouco de história:

Em 1881 os monges trapistas franceses vieram para a região ao procurar refugio e encontraram esse terreno em uma fazenda chamada Koningshoeven, nome proveniente do antigo dono o Rei Willem II. Foi no dia 5 de março que os monges fizeram a primeira missa sagrada e transformaram o celeiro em monastério. Três anos depois eles decidiram começar a produção de cerveja para a arrecadação de fundos para manter o local e para fazer trabalhos voluntários. Em 1894 os monges conseguiram construir sua nova abadia apenas com os ganhos da venda das cervejas e é possível ver a diferença entre arquitetura industrial da cervejaria com arquitetura religiosa da abadia. Entre 1969 e 1979 a cervejaria começou a crescer, assim como a sua demanda, e para conseguir acompanhar os monges procuraram fazer uma colaboração com a Stella Artois, foi só em 1980, com o fim da colaboração, que o nome La Trappe foi oficialmente criado.

Tour: Existem três tipos de Tour para se fazer na La Trape.

Regular: Duração de 1h30 com tour pela cervejaria + filme sobre a vida no monastério e sobre a cervejaria + uma degustação da sua escolha, no valor de €12.

Tour + degustação: Duração de 3 horas com tour pela cervejaria + filme sobre a vida no monastério e sobre a cervejaria + uma degustação da sua escolha + 4 degustações (Blond, Isid’or, Tripel e Quadrupel) no valor de €19,50. Apenas de segunda a sexta.

Tour + degustação + petiscos: Duração de 3 horas com tour pela cervejaria + filme sobre a vida no monastério e sobre a cervejaria + uma degustação da sua escolha + 4 degustações (Blond, Isid’or, Tripel e Quadrupel) + 4 petiscos tradicionais do mosteiro, no valor de €29,50. Apenas de segunda a sexta.

Localização: Eindhovenseweg 3 – Tilburg – Holanda.

Visita: Restaurante: de abril a Outubro de segunda a sábado das 11:00 as 19:00 e de domingo das 12:00 as 19:00 e de Novembro a Março de segunda a sábado das 11:00 as 18:00 e de domingo das 12:00 as 18:00.

Excursão Regular: Segunda a sexta as 14:00, sábado, domingo e feriados as 13:30 e as 15:30. Em inglês apenas de sábado as 11:30 se fizer reserva antecipada.

Loja: de Abril a Outubro de segunda das 13:30 as 18:00 e de terça a domingo das 12:00 as 18:00, de Novembro a Dezembro de segunda das 13:30 as 17:00, de terça a sexta das 12:00 as 17:00, de sábado das 12:00 as 18:00 e de domingo das 14:00 as 16:45, e de Janeiro a Março de terça a sexta das 13:30 as 17:00, de sábado das 12:00 as 18:00 e de domingo das 15:00 as 16:45.

Site Oficial: https://www.latrappetrappist.com/en/

Westmalle – Onze-Lieve-Vrouw van het Heilig Hart van Westmalle

Este slideshow necessita de JavaScript.

Após sair da La Trape, seguimos para a Westmalle que fica há 62km na cidade de Malle – Bélgica. Nesse mosteiro não existe a possibilidade de fazer um tour, você pode apenas ir no Café trappisten, onde servem café da manhã, almoço e jantar e aonde pode se beber as cervejas do mosteiro. No café existe também uma pequena loja caso tenha interesse de adquirir algum produto do mosteiro. O mosteiro fica no terreno do outro lado da rodovia, onde é possível atravessar e entrar por um caminho de pedras para ver as instalações por fora. No caminho você passa pela criação de vacas para a produção de queijo do Mosteiro. Após provar algumas das cervejas e andar um pouco pelo entorno do mosteiro seguimos para passar a noite em Antuérpia, que fica a 23km do mosteiro, onde iríamos ficar o dia seguinte inteiro e a noite seguir para Bruges que fica a 106km de Antuérpia.

Um pouco de história:

Durante a Revolução Francesa os monges da abadia La Trappe da frança começaram a procurar refugio em outros países, e no caminho para o Canadá decidiram se estabelecer em uma propriedade em Westmalle, e em 1794 eles começam a funcionar oficialmente com apenas 10 monges. Por volta de 1900 eles começaram a construção do mosteiro que vemos hoje, assim como a construção da cervejaria. A cerveja era inicialmente produzida apenas para uso próprio e só em 1856 que os monges decidiram pela venda. Sentiram então a necessidade de expandir e em 1921 começaram a vender para atacadistas.

Tour: Não existe tour pelo mosteiro e cervejaria da Westmalle. Os monges consideram que a paz é a melhor condição de trabalho, e por isso só é possível ver as instalações por fora.

Localização: Antwerpsesteenweg 487 – Malle – Bélgica.

Visita: O café é aberto todos os dias das 10:00 as 00:00.

Site Oficial: www.trappistwestmalle.be/nl ou www.trappisten.be/english/home-en

Brouwerij de Halve Maan

Este slideshow necessita de JavaScript.

No nosso quinto dia de viagem estávamos em Bruges e fomos visitar a Cervejaria Halve Maan, que é uma cervejaria familiar de 1564 que oferece visitas guiadas por €9 com 45 minutos de duração, com degustação inclusa. A reserva deve ser feita com antecedência pelo site da empresa.

O local da cervejaria é bem legal, é possível caminhar e ver as instalações por fora, caso tenha interesse pode sentar para experimentar as cervejas e almoçar. Eu particularmente fiquei com uma impressão ruim do serviço dessa cervejaria, então acabamos nem ficando. Tentamos sentar e fomos super mal recebidos pois não tínhamos reserva e ao invés de nos explicar como funcionava, simplesmente nos expulsaram do restaurante. Decidimos então jantar em outro bar da cidade.

Haalve Maan (4)-01.jpeg
Tubulação de Cerveja – Brouwerij de Halve Maan – Bruxelas – Bélgica

É na entrada dessa cervejaria que se encontra a primeira tubulação de cerveja do mundo, com capacidade para encher 12.000 garrafas por hora, com 3,5km de tubulação que sai da cervejaria no centro da cidade até a instalação de envasamento fora da cidade. Inicialmente a ideia não foi bem aceita por se tratar de uma obra em uma cidade tombada pela UNESCO, mais todo mundo começou a ver os benefícios de uma obra dessa, que iria ajudar na diminuição de caminhões circulando pelo centro da cidade, além de atrair ainda mais turistas.

Localização: Walplein 26 – Bruges – Bélgica.

Visita: Tour todos os dias das 11:00 as 16:00.

Site Oficial: http://www.halvemaan.be/en/

Westvleteren – Sint-Sixtusabdij Westvleteren

Westvletern (5)-01.jpeg
Westvleteren – Bélgica

No nosso sexto dia de viagem saímos de Bruges cedo e seguimos até a Westvleteren que fica a 67km. O mosteiro fica de frente ao estacionamento do Restaurante In de Vrede e é rodeado por mistério. Não é fácil achar a cerveja da Westvleteren e quando se acha é por um preço absurdo, e isso se dá pelo fato de que os monges não produzem com o objetivo de comercializar e sim para uso pessoal e para abastecimento do restaurante, e o excedente vai para venda na loja dentro do restaurante, com disponibilidade limitada. O visitante nunca sabe qual cerveja que estará a venda ou qual será a próxima, você descobre apenas na hora. Quando chegamos fomos direto para o restaurante, já que tínhamos visto que as cervejas acabam super rápido e há o limite de uma caixa por cliente, o que acabou por não sendo verdade. Chegamos e fomos direto para a loja e demos a sorte de estar vendendo a número 12, a mais difícil de se encontrar, e acabamos por levar 4 caixas (cada caixa custa €25 e vem com 6 garrafas de 300 ml + 2 copos de 150ml). Na loja é possível também comprar copos separados, assim como outros produtos produzidos pelo mosteiro como biscoitos, queijos e sabonetes. Depois das compras sentamos no restaurante para poder experimentar as outras cervejas produzidas pelos monges.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Um pouco de história:

O mosteiro teve inicio em 1814 quando Jan-Batista Victor decidiu passar o resto de sua vida como eremita. No verão de 1831 o mosteiro começa a crescer com a vinda de outros monges e em 1840 se inicia a construção da abadia, assim como uma escola primária e a primeira cervejaria.  Durante a Segunda Guerra Mundial o mosteiro serviu como alojamento para refugiados e para mais de 40.000 soldados das forças aliadas.  O período pós guerra foi muito difícil para o mosteiro, que decidiram diminuir drasticamente a produção de cerveja e aumentar a sua ajuda para a comunidade.

É possível, caso tenha interesse, se hospedar na abadia em sua casa de hóspedes e viver um pouco da espiritualidade do mosteiro. Mais existem alguns “conselhos” a serem seguidos: é preciso de silêncio, principalmente nas refeições e é preciso participar das missas. A hospedagem é simples, assim como as refeições, com um custo de €40 a diária e uma permanência máxima de 7 dias. 

Tour: Não há tour pelas dependências do mosteiro ou na cervejaria.

Localização: Donkerstraat 12 – Vleteren – Bélgica.

Visita: Consultar calendário no site do restaurante.

Site Oficial: www.sintsixtus.be/ ou www.indevrede.be/

Sint Bernardus

St BErnardus (2)-01.jpeg
St. Bernardus – Bélgica

Seguimos da Westvleteren para a St. Bernardus aonde tínhamos um tour agendado as 14hrs e fica a 15km. Chegando na cervejaria ela parecia fechada, mais logo um dos guias apareceu para nos receber, já que de sábado a cervejaria não funciona. No tour você conhece a história da cervejaria pela guia e por um vídeo rápido e depois a guia te leva por toda a fabrica, aonde você conhece o processo de produção, de engarrafamento, armazenamento e distribuição. No final você é encaminhado para a sala de degustação aonde se degusta duas cervejas, a Tripel e Abt 12. No caminho para a cervejaria você pode ver que eles tem a própria plantação de lúpulo, mais ainda não são auto suficientes. Quando fui estavam fazendo uma obra de extensão da fábrica e vão construir uma nova sala de degustação no ultimo andar para se ter uma visão de toda região. Ao sair fizemos uma parada no Bierhalle (mais informações no final do post) que fica a 99km e depois seguimos para Bruxelas a 50km aonde iriamos passar dois dias.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Um pouco de história:

A história dessa cervejaria é conectada com dois monastérios trapistas, um que originou seu nome e outro que lhe deu a receita. O primeiro é um monastério da França que veio para a Bélgica e abriu o “Refuge Notre Dame de St. Bernard” onde mantinham uma produção de queijo. Em 1934 os monges decidiram voltar a França e Evarist Deconinck tomou conta da fábrica de queijos e a expandiu, sendo vendida em 1959 para Belgomilk. O segundo monastério é o Westvleteren, que após a Segunda Guerra Mundial procurou alguém que pudesse comercializar as suas cervejas, foi ai que deram uma licença a fábrica de queijos e a cervejaria de St. Bernard foi fundada.  O mestre cervejeiro do monastério se mudou para a St Bernard e trouxe consigo as receitas, os conhecimentos e o fermento especial feito por eles. Essa parceria durou por 46 anos e em 1992 a licença expirou e eles se separaram, sendo que até hoje produzem a mesma cerveja, com a mesma receita, apenas com nome diferente. Apesar de tudo ser igual, a cerveja produzida pela St. Bernardus não pode ser considerada trapista por não seguir as três regras básicas da ordem, como citado aqui.

Tour:

O tour custa €12,50, com duração de 90 minutos e inclui explicação sobre a história da cervejaria, um filme sobre o processo de produção (em inglês), tour completo pela fábrica, degustação de 2 estilos diferentes e um kit de presente com 4 cervejas de 300 ml (Triple, Pater 6, Prior 8 e Abt 12) + 1 copo de 300ml. O tour precisa ser agendado com antecedência e só é confirmado quando tiverem no mínimo 15 pessoas confirmadas (caso o grupo seja pequeno, eles te colocam em um grupo existente).

A loja da cervejaria funciona apenas nos horários comerciais e por isso não tive a oportunidade de ir. Mais eles vendem diversos produtos da marca, como as cervejas, copos, roupas e acessórios.

Localização: Trappistenweg 23 – Watou – Bélgica.

Visita: Precisa ser agendada com antecedência pelo e-mail visit@sintbernardus.be.

Site Oficial: www.sintbernardus.be

Café Delirium

Este slideshow necessita de JavaScript.

No sétimo dia ficamos em Bruxelas e aproveitamos para conhecer o Café Delirium. Ele fica em uma rua pequena e tem 3 andares. O andar térreo, pelo qual você entra, parece mais caótico e fica movimentado o tempo todo, já o primeiro andar é mais calmo, com uma música ambiente e mais vazio, bom para sentar e conversar, e o subsolo é o que fica mais cheio e tem a decoração mais luminosa. As mesas são barris grandes de cerveja com bancos altos, com música alta e um ambiente bem descontraído e divertido. A decoração no bar é feita toda por itens relacionados a cerveja, como relógios, letreiros luminosos, placas metálicas e muitas garrafas.

O Café Delirium possui o record mundial da Guinnes por oferecer mais de 2500 tipos de cerveja do mundo inteiro. Além das cervejas delirium que podem ser encontradas em TAP, eles tem um menu de todas as cervejas de garrafa que existe na casa. No subsolo é possível ver algumas das garrafas diferentes. O mais importante para eles é sempre qualidade, então eles evitam vender as cervejas muito industrializadas que perdem o seu valor, mais o cliente é quem manda no final.

Localização: Impasse de la Fidélité 4 – Bruxelas – Bélgica.

Visita: De segunda a sábado das 10:00 as 4:00 e de domingo das 10:00 as 2:00.

Site Oficial: http://www.deliriumcafe.be

Mort Subite

Este slideshow necessita de JavaScript.

No oitavo dia da nossa viagem ainda estávamos em Bruxelas e fomos conhecer o bar A la Mort Subite. É um bar muito legal que preserva a decoração desde sua abertura em 1928 e seu nome tem origem em um jogo jogado por trabalhadores do Banco Nacional da Bélgica no antigo estabelecimento em 1910 que era chamado La Cour Royale. No bar eles servem tanto cervejas Mort Subite como outras mais conhecidas.

Localização: Rue Montagne aux Herbes Potagères 7 – Bruxelas – Bélgica.

Visita: De segunda a sábado das 11:00 as 1:00 e de domingo das 12:00 as 00:00.

Site Oficial: alamortsubite.com/en/

Chimay – Abbaye Notre-Dame de Scourmont

Chimay (4)-01.jpeg
Mosteiro – Chimay – Bélgica

No nono dia da viagem finalizamos com os últimos 3 mosteiros da lista. Primeiro fomos na Chimay que fica a 135km de Bruxelas, onde tem o Chimay Experience. Na entrada você recebe um tablet que será o seu guia por todo o tour. A primeira parte se dá em uma exposição permanente sobre a produção da cerveja e queijo, a história do mosteiro com uma maquete ilustrativa que indica todos os cômodos. Nessa área tem ainda a exposição de alguns artigos da história da Chimay, como garrafas com design antigo e uma antiga carroça de transporte dos barris. Ao terminar você segue para fora do espaço para ir até o mosteiro com a ajuda do mapa no tablet. Você pode ir de carro ou a pé, resolvemos ir a pé pela floresta em uma caminhada de 500 metros. No fim da caminhada você chega a entrada do mosteiro, mais essa visita só tem acesso ao jardim, a igreja e ao cemitério, não se pode entrar na fabrica por motivos de higiene e segurança, mais de fora você consegue sentir o cheiro da cerveja sendo produzida. De lá voltamos para o Espaço Chimay, aonde você se senta no restaurante e tem direito a pedir qualquer uma das cervejas no cardápio para degustar. Aproveitamos para pedir uma tabua de queijos produzidos no mosteiro para acompanhar.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Um pouco de história:

O mosteiro foi criado em 1850 quando um pequeno grupo de monges decidiu se estabelecer na região, construindo a abadia, a cervejaria e uma fábrica de queijos. Em 1996 eles criaram uma fundação sem fins lucrativos para a comunidade para poderem separar o empreendimento comercial da ajuda comunitária.

Tour: A chimay tem uma exposição permanente que se chama Chimay Experience e custa €6,50, com duração média de 1h30 e degustação no final. É possível também escolher a opção sem degustação por €4. A visita se inicia no próprio Espaço Chimay com a explicação da produção das cervejas e queijos, assim como exposição de alguns artigos da cervejaria. Segue para uma caminhada de 500 metros até o mosteiro, onde é possível visitar seus jardins, a igreja e o cemitério. Ao retornar para a Poteaupré Inn você pode se sentar e escolher qual cerveja você gostaria de degustar.

No Espaço Chimay existe o Poteaupré Inn que engloba um bar, um restaurante e um hotel. O pub e restaurante servem todos os produtos produzidos no mosteiro e os seus pratos são todos feitos com produtos Chimay. O hotel é pequeno, com apenas 7 quartos e um custo de €75 a diária de Janeiro a Março e de Setembro a dezembro e €85 de Abril a Setembro, sem café da manhã incluso.

A Loja da Chimay fica bem na entrada e tem diversos produtos da marca, as cervejas e copos, assim como vestuário, acessórios e queijos.

Localização: Rue de Poteaupré 5 – Bourlers – Bélgica.

Visita: Restaurante: Alta temporada todos os dias das 10:00 as 22:00. Consultar site oficial para horários de baixa temporada.

Loja: Todos os dias das 10:00 as 18:00, exceto entre 6 de Novembro e 13 de Dezembro em que não abre de segunda-feira.

Hotel: Todos os dias.

Chimay Experience: Todos os dias das 10:00 as 17:00, exceto entre 6 de Novembro e 13 de Dezembro em que não abre de segunda-feira.

Site Oficial: chimay.com/en/

Rochefort – Abadia Notre-Dame de Saint Remy

Este slideshow necessita de JavaScript.

Da Chimay seguimos para Rochefort que fica a 98 km. Não é possível fazer visitação, nem há loja dos produtos do mosteiro, o único lugar que estava aberto era a igreja, aonde visitamos e fomos embora. De todas essa é a mais restrita e não há ninguém para dar informações.

Um pouco de história:

A Abadia é de 1230 mais só começou a produzir cerveja em 1595 para consumo dos monges. Na Primeira Guerra Mundial ela foi saqueada pelas tropas alemãs e parou com a produção de cerveja que retornou apenas após a Segunda Guerra Mundial e foi na década de 50 que a cervejaria começou a expandir e vender as suas cervejas.

Tour: Não há visita nem na fábrica nem no mosteiro. Os monges acreditam que a vida monástica só pode existir em silêncio e solidão e por isso visitantes não são permitidos.

Caso tenha interesse eles oferecem hospedagem com capacidade para 20 pessoas apenas sobre reserva com antecedência e por telefone.

Localização: Rue de l’Abbaye 8 – Rochefort – Bélgica.

Site Oficial: www.abbaye-rochefort.be

Orval – Abbaye Notre Dame d’Orval

Orval (3)-01
Entrada Orval – Orval – Bélgica

De Rochefort seguimos para Orval que fica a 91km. De longe o mosteiro mais legal que visitamos. Da rua você já consegue ver o tamanho e imponência desse mosteiro e a surpresa continua conforme você for entrando. Você passa primeiro pela loja aonde você compra o ingresso para a visita que se dá apenas nas ruínas do antigo mosteiro. Primeiro você pode entrar em uma sala para assistir a um vídeo rápido sobre o mosteiro e a produção de cerveja, ao sair você pode andar livremente pelo local com a ajuda de um mapa que conta o que havia em cada lugar. Você passa por um espaço dedicado a explicar a produção da cerveja, seus ingredientes e a historia da Orval, com todas as mudanças que ocorreram durante os anos. Há também um museu dedicado aos achados nas ruínas, assim como maquetes e projetos do mosteiro novo. Não é possível entrar no novo mosteiro, mais é possível vê-lo por fora, e mesmo assim você já fica impressionado com tanta beleza e tamanho. Depois seguimos para Florenville a 10 km onde ficamos hospedados para ir a Luxemburgo no dia seguinte.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Um pouco de história:

O primeiro monge a se instalar em Orval chegou em 1070 do sul da Itália e imediatamente começou a construção de uma igreja e dos edifícios convencionais de um mosteiro. Os monges deste mosteiro foram os responsáveis por defender o nome trapista do produto e em 1985 conseguiram a legalização da ordem trapistas para seus produtos. A cervejaria foi criada em 1931 para financiar as construções do mosteiro e os trabalhadores foram contratados de fora, assim como o mestre cervejeiro que inventou a receita da Orval. Sua cerveja é de alta fermentação e o processo de envelhecimento adiciona notas frutadas que gera balanço nessa cerveja que é encorpada com sabores complexos. A cervejaria produz mais de 22 milhões de garrafas por ano e mais de 85% é vendida na Bélgica, o lucro é revertido para manutenção do monastério e para caridade, de acordo com a regra da lei trapista.

Tour: Tem um custo de €6 e abrange os jardins, o museu de plantas medicinais, as ruínas da construção medieval de 1070 que foi destruída durante a Revolução Francesa, um museu com a história e relíquias encontradas nas ruínas e um vídeo no inicio do tour que conta a história do monastério.

A loja vende as cervejas e queijos produzidos pelo mosteiro, assim como artigos religiosos, livros e alguns souvenires da Orval. As cervejas são vendidas apenas em caixas de 12 garrafas e há um limite de 4 caixas por pessoa.

O monastério não vive em isolamento e deseja por uma comunidade aberta que vive junto a igreja e por isso a casa de hospedes acolhe qualquer pessoa que esteja procurando por alguma ajuda espiritual. A acomodação é para grupos ou pessoas sozinhas por um período de 2 a 7 dias em que os hospedes são convidados a participar das missas e os que tem interesse, a pedir por um guia espiritual. As refeições são todas feitas em silêncio e é pedido que as pessoas permaneçam em silêncio na casa principal e na casa de hospede. O custo da acomodação é de €40 a diária e você precisa levar sua própria toalha, lençol e itens pessoais.

Todo ano a Orval faz um fim de semana de portas-abertas em que oferecem um tour pela fábrica e pelo monastério. Para poder participar é preciso ficar atento no site e se inscrever atrás de um formulário. Esse ano irá acontecer no fim de semana do dia 15 de setembro.

Localização: Orval, n°1 – Orval – Bélgica.

Visita: Tour e loja: Novembro a Fevereiro das 10:30 as 17:30, de Março a Maio e Outubro das 9:30 as 18:00 e de Junho a Setembro das 9:30 as 18:30. 

Site Oficial: www.orval.be/

 

*Dica de amiga*

Para quem gosta de cerveja e copos e está pela região, não deixe de passar em uma loja que se chama Bierhalle em Melle, ela fica a 50 km de Bruxelas e a 55 km de Bruges e contém uma variedade incrível de cervejas e seus copos. É uma loja gigante que vende todos os tipos de bebida na verdade, alcoólicas e não alcoólicas, e do lado de cada uma existe o copo da marca para aquele tipo de bebida e tudo por um preço maravilhoso. É realmente o paraíso das compras do mundo cervejeiro, sendo que o único problema é descobrir como colocar tudo na mala de volta pra casa.

Localização: Brusselsesteenweg 153A – Melle – Bélgica.

Visita: Segunda das 14:00 as 18:00, de terça a quinta e sábado das 9:00 as 18:00 e de sexta das 9:00 as 19:00.

Site oficial: www.bierhalle.be

 

 

*Os valores citados nesse post são de 2017.

Anúncios

Um comentário sobre “Bélgica – Tour Cervejeiro Parte 2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s