Roterdã – Holanda – Parada obrigatória

Recentemente fiz uma viagem de carro pela Holanda e Bélgica e uma das paradas foi em Roterdã. A cidade fica a 80km de Amsterdam e é uma parada que vale bastante a pena, se pudesse, teria ficado pelo menos uma noite. Tive apenas algumas horas para andar por essa cidade e com certeza valeu a pena.

Chegamos em Roterdã e paramos o carro no estacionamento do Markthal, que seria nossa primeira parada turística. Depois seguimos para a Casa Cubo, Ponte Vermelha – Willemsburg, a Witte Huis e a Ponte Erasmo. No final voltamos para Markthal para almoçar e seguir viagem. Infelizmente o dia estava fechado e com muita garoa, então tivemos que encurtar nossa parada e deixamos de ver algumas coisas. Abaixo há algumas das atrações que podem ser vistas na cidade, mais existem muitas outras interessantes que infelizmente não tive o tempo e o prazer de visitar, mais com certeza deixarei Roterdã na lista de cidades a voltar.

Roterdã é a segunda maior cidade da Holanda e conhecida principalmente por ter o maior porto da Europa e por sua arquitetura. A cidade foi quase totalmente destruída na segunda guerra mundial e foi toda reconstruída se tornando referência no campo da arquitetura.

Markthal

Este slideshow necessita de JavaScript.

Markthal é um mercado todo moderno e gigante que fica perto da estação central. Além do edifício abrigar esse mercado, ele também conta com instalações comerciais e residenciais, com o objetivo de ser uma construção hibrida, e em seu subsolo se encontra um estacionamento. Ao entrar a primeira coisa que chama a atenção é sua cobertura toda colorida com o intuito de representar as cores encontradas em uma feira, deixando o espaço mais alegre e criando mais movimento. No mercado é possível achar de tudo, como frutas, carnes, peixes, assim como lugares para almoçar ou apenas tomar um café.

Localização: Dominee Jan Scharpstraat 298 – Rotterdam – Holanda.

Visita: De segunda a sábado das 10:00 as 20:00 e de domingo das 12:00 as 18:00.

Site Oficial: markthalrotterdam.nl/

Casas Cubo – Kijk Kubus

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com certeza um dos ícones arquitetônicos de Roterdã são as Casas Cubo de 1984, projetada pelo arquiteto Piet Blom com o objetivo de representar árvores e formar um bosque em seu térreo, solução adotada para fazer uma construção em cima de uma passarela de pedestres. Só de se olhar dá para perceber que a preocupação da construção foi mais estética do que funcional.

Existe uma casa no local que fica aberta para visitação por €2,5 e é possível ver como funciona o interior de uma dessas curiosas casas, que como dá para ver por fora é bem pequena, sendo preciso móveis planejados para fazer a sua decoração. A casa consiste de 3 andares, o primeiro de entrada com uma área de convivência, o segundo andar com um quarto, cozinha e um banheiro e o último andar com apenas um sofá e 18 janelas. É possível também ficar hospedado em algumas das casas, com uma disponível no airbnb.

Localização: Overblaak 70 – Rotterdam – Holanda.

Visita: Todos os dias das 11:00 as 17:00.

Site Oficial: www.kubuswoning.nl/introkubuseng.html

Willemsburg

Roterdam (13).jpeg
Willemsburg – Roterdã – Holanda

A ponte mais importante de ligação de Roterdã, ganha destaque por seu tamanho e cor vermelha. A ponte atravessa o rio e liga o centro aos bairros típicos da cidade.

Witte Huis

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em frente as Casas Cubo fica o primeiro porto de Roterdã que se chama Old Harbor, do século 14, hoje ele não funciona mais e abriga embarcações antigas que são abertas a visitação. Além das Casas Cubo há a Witte Huis de 1898 em frente ao antigo porto, uma das poucas construções que não foi destruída na segunda guerra mundial. Com 43 metros de altura, ela é o primeiro arranha-céu da Europa.

Localização: Geldersekade 1 – Rotterdam – Holanda.

Erasmusbrug

Roterdam (14).jpeg
Erasmusbrug – Roterdã – Holanda

A Ponte Erasmus foi construída em 1996 e foi quem deu o título de cidade da arquitetura para Roterdã. Ela tem 802 metros, é suportada por cabos e se move para passagens de embarcações. A ponte faz ligação entre a parte norte e sul da cidade. Atrás da ponte é possível avistar o Nhow Hotel, projetado por Rem Koolhaas e o escritório de arquitetura OMA. Feito em 1998 o projeto conta com escritórios e apartamentos além do hotel.

Localização: Wilhelminakade 111 – Rotterdam – Holanda.

 

 

*Valores relacionados no post são de 2017.

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s